STF - Plenário

Pet 4.891-DF

Petição

Relator: Marco Aurélio

Julgamento: 16/06/2020

Publicação: 06/08/2020

Direito Constitucional
Funções essenciais à justiça > Ministério Público

A produção do vídeo demora um pouquinho mais. Em breve teremos um vídeo para este conteúdo 😊

STF - Plenário

Pet 4.891-DF

Tese Jurídica Simplificada

Compete ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) conhecer e resolver os conflitos de atribuições entre membros de ramos diferentes do Ministério Público.

Nossos Comentários

Ops...

Os comentários estão disponível apenas para assinantes!

Assine Agora!

Tese Jurídica Oficial

A competência para conhecer e dirimir conflito de atribuições entre membros de ramos diversos do Ministério Público é do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Resumo Oficial

Incompetência originária do Supremo Tribunal Federal para conhecer e dirimir conflito de atribuições entre membros de ramos diversos do Ministério Público. Inaplicabilidade do art. 102, I, f, da CF, por ausência de risco ao equilíbrio federativo.

Impossibilidade de encaminhamento do conflito de atribuição para o Procurador-Geral da República, enquanto autoridade competente, pois é parte interessada na solução da demanda administrativa, uma vez que acumula a Chefia do Ministério Público da União com a chefia de um de seus ramos, o Ministério Público Federal, nos termos da LC 75/1993.

Os membros do Ministério Público integram um só órgão sob a direção única de um só Procurador-Geral, ressalvando-se, porém, que só existem unidade e indivisibilidade dentro de cada Ministério Público, inexistindo qualquer relação de hierarquia entre o Ministério Público Federal e os dos Estados, entre o de um Estado e o de outro, ou entre os diversos ramos do Ministério Público da União.

EC 45/2004 e interpretação sistemática da Constituição Federal. A solução de conflitos de atribuições entre ramos diversos dos Ministérios Públicos pelo CNMP, nos termos do artigo 130-A, § 2º, e incisos I e II, da Constituição Federal e no exercício do controle da atuação administrativa do Parquet, é a mais adequada, pois reforça o mandamento constitucional que lhe atribuiu o controle da legalidade das ações administrativas dos membros e órgãos dos diversos ramos ministeriais, sem ingressar ou ferir a independência funcional.

Não conhecimento da Ação e encaminhamento dos autos ao Conselho Nacional do Ministério Público para, nos termos do artigo 130-A, incisos I e II, da Constituição Federal, dirimir o conflito de atribuições.

Onde Aparece?